Artigos / Olá humanos

Olá humanos

Hands
diegorubin
06 de Junho de 2015, 14:59
0
Ereader icon

Humanidade útil? Não me lembro muito bem de onde surgiu esse nome, não sei se cheguei a ouvir este nome em algum lugar, e me desculpem se houver um dono da ideia antes de mim, e acredito que há alguém que já tenha pensado em algo do gênero.

A primeira vez que lembro de ter utilizado esse nome, foi quando tinha cerca de 17 anos - estou ficando velho - em um momento onde a febre era ter uma conta no Fotolog, Flog, Flogão ou qualquer um desses sites cujo objetivo era divulgar fotos pessoas. Isso aconteceu em uma época antes de Orkut, Facebook, Instagram... Existem pessoas que trabalham comigo que talvez nem tenham ouvido falar desses sites. Havia uma amiga que criou um usuário em um sistema desses, ideia que me parecia bem estranha - na verdade na época achei bem bobo mesmo - e acabei criando uma conta e chamando de humanidadeutil. O objetivo da minha conta era escrever pequenas reflexões sobre alguns comportamentos que julgava ser estranho de algumas pessoas e associar essas reflexões com fotos roubadas da internet. Cheguei a procurar mas não consegui encontrá-lo.

Gostei bastante do nome e durante muito tempo utilizei para dar nome as minhas rede doméstica de computadores.

Hoje, este nome faz muito mais sentido para mim do que quando surgiu pela primeira vez na minha cabeça. Quero abordar este tema em alguns textos que quero escrever. Principalmente quando escrever sobre niilismo e as consequências da interpretação pré-milenarista cristão.

Resolvi criar este site para ter um lugar onde tivesse mais liberdade do que no meu outro, o diegorubin.com, que está muito vinculado com meu trabalho e com computação. Vou utilizar este espaço para escrever algumas ideias que venho tendo, ideias antigas e uteis para uns ou um amontoado de besteiras para outros.

Também quero escrever resenhas de livros que leio e tudo quanto tiver vontade de escrever que não estiver ligado a computação estará neste site.

Bom, para resumir, este site é uma brincadeira, um exercício de reflexão, mais uma forma de eu desperdiçar meu tempo junto com tantas outras coisas que não me fazem ficar menos pobre, não servem para relaxar e não trazem nenhum tipo de ganho material mas que por outro lado me trazem alegria, me deixam um pouco mais criterioso e me ajudam a pensar.

Fiquem a vontade, me julguem quanto quiserem. Lógico, isso se alguém ler isso.